terça-feira, 10 de novembro de 2009

Num debate com portugueses (parte IV):

Ainda era sobre a Maitê Proença:

Internauta português Paulo: "Voce não parece uma pessoa muito inteligente, maltratando a cultura portuguesa com séculos de existencia, antes de o Brazil ser descoberto pelos Portugueses existiam macacos e homens pré-históricos, até os Portugueses descobrirem essa terra cheia de riquezas. (...)" (sic)

Eu: PAULO, você está sendo leviano! Cuidado com a alimentação do preconceito! O Brasil já tinha uma história e uma cultura riquíssima 11mil anos antes da chegada dos colonizadores europeus! Do jeito que está posto, parece que os índios estavam aqui só guardando o lugar. Acho que a história e a identidade dos verdadeiros donos da "terra brasilis" devia ser respeitada pela nação que quase os exterminou. Sem ofensas. É só um recado pra parar com esse preconceito infantil.

Paulo: "Catro cabeludo. Não é preconceito nenhum. Da História do Brazil antes dos colonizadores pouco ou nada se sabe e é certo que foram muito influenciados pela nossa cultura a começar pela língua. Não tenho nada contra os brazileiros e até tenho alguns amigos ai do Brazil, só não gostei foi desse vídeo amador apresentado por uma figura pública do Brazil que explicitamente goza com Portugal e os portugueses. Foi muito mau gosto." (sic)

Eu: Paulo, a cultura brasileira atual está diretamente relacionada ao colonialismo de Portugal, não posso discordar. Mas ao dizer que pouco ou nada se sabe sobre a nossa história pré-colombiana, chamar nossos índios de "pré-históricos" e outras bobagens monumentais, você demonstra uma falta de conhecimento e preconceito, sim senhor, tão grandes quanto os da Maitê Porença! Dê um ctrl+F e procure pelo meu nome (Cabudo, não cabeludo - mesmo porque estou careca), neste mesmo sítio, para se informar melhor.

Eu: Mesmo que pouquíssimo se soubesse sobre a história dos ameríndios pré-colombianos, isso não significaria que eles simplesmente não existiram ou que sua cultura também não influencie diretamente a brasileira. Para quebrar um preconceito que há 500 anos ainda persiste na cabeça de alguns portugueses tenho que repetir: o povo indígena tem humanidade, história, cultura e muita sabedoria. Não são animais em pele humana, que deveriam ser extintos ou "aculturados" pra dar lugar ao europeu, que, em tese, saberia aproveitar melhor as riquezas da terra. O índio merece mais respeito, sobretudo, do povo português.

Publicado no Destak.pt, ntre os dias 14 e 17 de outubro de 2009.

Um comentário meu acabou sendo denunciado, sabe-se lá por quê. Talvez seja apagado.

Um comentário:

disse...

Fiquei imaginando o cenário dessa conversa: torre do Big Ben ao fundo e um chá das 17h, kkkk!