segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Uma metáfora de merda

Ainda, sobre os "especialistas" da imprensa. Cadê os especialistas genuínos?

Foram rebaixados à função de consultores. E, na maioria das vezes, são convidados, esporadicamente, para falar porque concordam com aquela opinião específica, independente de sua competência. A análise mesmo fica por conta dos colunistas/jornalistas. Cada um com sua própria lógica e critério para concluir o que bem entender. É o que venho sempre venho criticando de um erro do senso-comum que a imprensa não se presta a se acautelar. Primeiro tira-se uma conclusão (conveniente a sua posição anterior ao acontecimento), depois selecionam-se dados e argumentos, para fazer uma farofa especulativa que seja favorável à conclusão previamente estabelecida.

Numa metáfora agressiva, eles fazem um PF com os fatos e interpretações mais tragáveis, engolem tudo, digerem-nos e cagam uma análise mole ou consistente, dependendo da capacidade digestória. Consistente ou não, é tudo bosta, do mesmo jeito.

No caso de Honduras, o lado X diz e "prova" que o golpe é constitucional. O lado Y comprova que golpe é golpe. Aí o lado X cita um dispositivo legal para corroborar sua tese. Em resposta, o lado Y interpreta o tal dispositivo no contexto e refuta a tese oposta. Isso tudo sem fazer uma citação literal de fonte, ou seja, citam a numeração dos dispositivos ou o nome de uma publicação qualquer sobre o assunto, mas deixam no ar o que diz o texto contido neles.

E pra me deixar mais revoltado ainda, eles julgam a sua tese tão consistente que defendem o "filho" que eles mesmos pariram com a arrogância típica dos autoproclamados "elite pensante".

Porfim, os lados ficam de mal, como já estavam antes da discussão. Assim, eles "vendem" suas opiniões cagadas para uma massa de sub-especialistas que fazem o papel de jogar a bosta no ventilador e disseminar suas teses para todos os cantos, reforçando pré-conceitos.

Depois, quem tem que se limpar é todo mundo, e não quem defecou.

Um comentário:

Letras Saltitando disse...

Tu sempre com esses post bem escritos, né!

excelente.