terça-feira, 18 de agosto de 2009

Marina Silva Candidata

1- Não me oponho a candidatura da senadora Marina Silva nem a de ninguém.

2 - Se vamos criticá-la por alguma nesse fato
(sic), que seja por ela ter alguma má intenção, e não por ser "inoportuno" por "bagunçar" o cenário eleitoral. Devo observar que me soa antidemocrático criticá-la simplesmente pela possibilidade de essa candidatura beneficiar a atual oposição nas eleições.

3- Acho que precisamos sim de um candidato mais interessado, que levante a bandeira, não só do bem-estar social, mas também do bem-estar ambiental. Ainda que esse candidato não vença, o grito é necessário.

4- Embora a teoria sintética da evolução já esteja há muito tempo provada, a opinião criacionista (e anti-científica, ressalto) da senadora demonstra apenas uma provável influência evangélica em sua opinião, mas nada tem a ver com seu caráter, como ficou implícito na comparação com o "Rei" Bush.

5- Isso quer dizer que sou a favor de ela ir ao PV? De modo algum. Pra mim, o PV virou partido de aluguel e isso só seria reforçado. A senadora fez sua história política no PT. Eu acho que seria muita incoerência ela, a essa altura, mudar de partido. Fica muito óbvio que seria por motivos eleitorais, e não ideológicos.

6- Assim, também seria mais compatível com a sua história se ela concorresse nas prévias do PT, como já fez, por exemplo, o Suplicy.

Comentário publicado no Conversa Afiada no dia 17 de agosto de 2009.

Um comentário:

Rê :) disse...

Ahhhh obrigada pelo apoio!!!

Tomara que eu dê gargalhadas mesmo e de felicidade, hauahuaha!

bjos ;)